pimentÃo


Nome científico: Capsicum annuum
Família: Solanáceas
Nome comum: pimentão
Origem: América – Sul do México e América Central
Descrição e característica da planta: o pimentão é uma planta arbustiva, caule semilenhoso, cultura anual e a produção comercial é feita em campo aberto e em cultura protegida (estufa). As plantas são bem enfolhadas e podem passar um metro e meio de altura, principalmente em estufas. As flores são pequenas, de cor branca, isoladas, têm os dois sexos na mesma flor (hermafroditas) e são autógamas. Autógamas são aquelas plantas em que a fecundação de uma flor é feita pelo próprio pólen. Os frutos podem ser grandes, médios ou pequenos; amarelos, vermelhos, alaranjados, roxos ou creme; cônicos, cilíndricos ou quadrados; flexíveis ou mais duros; tudo relacionado a variedades ou a híbridos. Plantas híbridas são aquelas da primeira geração, resultante do cruzamento entre dois progenitores da mesma espécie com cargas genéticas diferentes entre si. Existem muitas diferenças gerais entre variedades e híbridos, mas o conhecimento de uma delas é importante. Nas variedades, as sementes podem ser retiradas para novos plantios, enquanto que, nos híbridos, isso não pode ser feito, porque, nas novas gerações, as plantas serão muito desuniformes em várias características, como no tamanho, no formato e/ou na cor dos frutos ou ainda no aparecimento de plantas suscetíveis e resistentes às doenças. O pimentão se desenvolve e produz bem em clima quente a ameno, solos ricos em matéria orgânica, boa capacidade de drenagem da água e disponibilidade de cálcio e água. A planta não tolera geada e baixa temperatura. As chuvas freqüentes também prejudicam a lavoura, porque favorecem a ocorrência de doenças.  Para contornar esses problemas, muitos produtores cultivam pimentão em ambiente protegido, fechado com plástico no inverno, para manter o interior quente, e aberto lateralmente durante o verão, para permitir a ventilação. Durante a primavera e verão, a cobertura plástica funciona mais como um guarda-chuva para evitar o molhamento das folhas pelas águas das chuvas e com isso impedir o desenvolvimento de fungos e bactérias que atacam as plantas. A propagação é feita por sementes. As mudas são produzidas em estufas e depois são transplantadas ao campo ou em ambiente protegido, quando estiverem com 7 a 8 centímetros de altura e 4 a 5 folhas. A colheita se inicia em torno de 100 dias após o plantio e se estende por 90 a 180 dias, com uma colheita semanal.
Produção e produtividade: a produtividade varia de 40 a 60 toneladas por hectare.
Utilidade: o pimentão pode ser consumido verde ou maduro, cru, assado ou cozido, em saladas, como condimento no preparo de molhos e usado em diversos pratos da culinária de muitos países. A partir de frutos maduros é produzida a páprika (pimentão em pó). O fruto dessa hortaliça é uma das mais ricas em vitamina C e, quando maduro, é uma excelente fonte de vitamina A, além de cálcio, fósforo e ferro.



<< Voltar para Produtos
Busca no Site:

newsletter

Cadastre-se aqui e receba
nosso informativo digital






Aphortesp - Associação dos Produtores de Horti-Fruti do Estado de São Paulo
Todos os Direitos Reservados. 2009 - Desenvolvido por: Andréa Mari